Associação de hotéis forma quadros

transferir

O vice-presidente da Associação de Hotéis e Resorts (AHRA), Carlos Manuel, disse ontem em Luanda que a instituição está pronta para cooperar e dar uma resposta às preocupações que o Executivo tem na esfera da hotelaria e turismo.

Carlos Manuel acrescentou, depois da cerimónia de tomada de posse do presidente da assembleia-geral e dos restantes membros e órgãos sociais da AHRA, que pretende unir esforços e ver os pontos de convergência e depois elaborar programas que estejam de acordo com os planos executados pelo Governo no sentido de mudar o quadro.
“O nosso Executivo e a sociedade angolana estão preocupados com o nível de prestação dos hotéis resorts e outras áreas. Urge mudarmos o quadro pois há de facto um défice nesta representação onde os actores que cooperam no ramo hoteleiro estão separados e cada um actua de forma separada”, disse Carlos Manuel.
Angola é actualmente tida como um dos países mais caros do mundo do ponto de vista da prestação hoteleira e é preciso mudar este quadro que passa pela cooperação, de forma a influenciar a normalização dos preços efectuados.
“Desta forma, os nossos cidadãos têm possibilidade de fazer turismo e terem acesso a um bom hotel e restaurante sem qualquer constrangimento e aumentar o nosso turismo interno. A AHRA vai trabalhar no sentido de melhorar os serviços que prestamos a nível nacional”, frisou.
A qualidade dos serviços prestados é outra preocupação que passa pela falta de formação. Existe um défice muito grande de formação de quadros, visto que a maior parte dos trabalhadores que estão no ramo hoteleiro não beneficiaram de formação.

“A nossa Associação vai trabalhar no sentido de criar condições para dar formação continuada a todos os profissionais que actuam na área hoteleira”, destacou.

A rede hoteleira nos últimos tempos tem tido uma grande expansão, mas a falta de cultura de uma massa associativa que possa sentar-se à volta de uma mesa e discutir todas as questões que preocupam o sector tem prejudicado o funcionamento dos hotéis e outras áreas do ramo.

“Precisamos de entender que Governo tem um plano director desta matéria mas convém compreendermos que não pode resolver todas as preocupações. Aí é que os empresários são chamados para aproveitar as potencialidades que o nosso país tem e fazer disso uma riqueza. Neste momento existe uma tendência egoísta de cada um resolver os seus próprios problemas”, destacou.
Com a criação da AHARA vai ser possível ter uma voz comum e ver o país prosperar do ponto de vista de hotelaria, turismo e restauração.

Fonte:http://jornaldeangola.sapo.ao/sociedade/associacao_de_hoteis_forma_quadros

Share This Post

Post Comment